All posts filed under: dormir

A importância de ficar até adormecerem.

Para adormecer os meus filhos, faço um determinado número de coisas que sei que quase sempre resultam. Eventualmente lá adormecem: seja passado 10 minutos (pouquíssimas vezes) ou 2 horas (exagero). Uma das coisas que faço e que serve também como técnica para ver se já adormeceram e se me posso escapar, é dar-lhes a mão. Uma a cada um, claro. Fico ali a fazer festinhas, depois vou abrandando, abrandando cada vez mais, muito levezinho e cada vez mais espaçado e chega uma altura que tento tirar a mão, muito lentamente… Se reagem e a apertam já sei, tenho que esperar que a coisa ainda não pegou. Se não reagem… Vou ainda mais devagarinho, descolando os dedos deles, um a um para que não despertem… E fico ali a contá-los a ver se já estão todos. E quando chega ao último dedo e a mão finalmente pende sem tensão alguma… Ufa! Estou feliz, consegui! Agora é só sair dali sem fazer barulho, sem tropeçar em nada, sem pisar um brinquedo daqueles que têm luzes e música …

Fins de semana maravilhosos!

Malditos fins de semana que só vem para enganar…   Andamos nós toda a semana a suspirar por estes dois dias e depois eles chegam e é só para nos desesperarmos ainda mais. Não conseguimos fazer nada do que queríamos nestes míseros dois dias. De repente é Sábado de tarde. E logo o Domingo de manhã já passou e é Domingo à noite. E já estamos nós a pensar na linda e bela Segunda-feira e a suspirar, enganados mais uma vez por aqueles outros dois dias que lá vêm e que vão passar num piscar de olhos…  

Recuperar das noites não dormidas.

  Ainda bem que os meus filhos já dormem melhor de noite. Por coincidência eu também!!! (Fora as vezes que ainda se lembram de chamar Mamãaaa!!!! Para adormecerem logo a seguir e eu ficar ali acordada, a contar os carneirinhos, todos e mais alguns.) De facto, o aumento da qualidade do sono já se reflete na minha qualidade de vida e de humor. Dizem que ainda leva 1 ano a recuperar das noites de sono intermitente, depois de se voltar a dormir noites inteiras (as supostas 8 horas). Preciso tanto… Andava cansada, até de não ter memória. De querer dizer uma frase e não me lembrar de algumas palavras… É horrível quando se quer parecer sério e tentar convencer alguém e metade do vocabulário desapareceu. Fica-se ali a tentar que venha qualquer coisa à cabeça, mas parece só haver um enorme vazio. Até porque um pequeno pânico se instalou o que não ajuda nada. Para não falar das coisas normais que temos por adquiridas quando está tudo bem: Paciência Clareza nos pensamentos Criatividade Humor Disponibilidade Quantas de …

O que nos vai afectar não dormirmos?

Os meus bebés nunca dormiram a noite toda seguida. Desde bebés que acordavam 3-4 vezes durante a noite. Ainda hoje em dia eles acordam a meio da noite várias vezes por semana. E o que nos fazem tantas noite e noites em claro, sonos interrompidos? Tarefas e cuidados noturnos que pesam de dia. Porque de dia não há compensação para as horas perdidas de sono. A clareza de espírito e mesmo as capacidades mentais ficam muiiito afetadas. Raciocínios básicos, coisas óbvias, soluções simples que não se conseguem ter. Até as memórias das coisas simples se vão. Em casa, nem sequer nos lembramos do lugar das coisas. Não se finalizam as tarefas. Começamos a fazer uma coisa, aquelas coisas que nós fazemos encadeando tarefas umas nas outras para “fazer mais coisas em menos tempo”, mas ficamos a meio, pois já não temos a mais pequena ideia sequer do que íamos fazer a seguir. Muitas vezes encontramos coisas em sítios completamente inesperados. E pensamos, “… mas como é que isto veio aqui parar?” Imaginem uma peça de roupa no lixo ou a …