2019
Deixe um Comentário

5 dicas para ajudar os miúdos a usarem óculos.

Esta semana fomos de novo o oftalmologista.

Em dois anos e qualquer coisa ja fomos lá 3 vezes com a Beatriz. O João, lá terá que o fazer, também no próximo mês e será a quarta vez.

Usam os dois, óculos desde os dois anos e pouco. Descobri-mos através de um rastreio que fizeram os dois, aos dois anos no centro de saúde onde pertencem. Não foi uma noticia fácil na altura, mas à medida que o tempo passou, pensamos, ainda bem que detetamos a tempo e lhes conseguimos proporcionar o conforto de usar os óculos assim tão cedo, se precisavam.

E agora pronto, tem que ser e já se habituaram.

Na verdade, ele mais, ela menos. A Beatriz diz que não gosta dos óculos, tira-os sempre que pode e já os arruinou bastante, tanto que nesta consulta já nem os levamos para não passar vergonha perante o médico.

Remendados algumas vezes, ainda duraram!

Também é verdade que eles já deviam ter ido à consulta, aí há uns 6 meses, mas fechou tudo e adiamos as consultas. Então, estes coitados (os óculos) tiveram que resistir mais uns tempos.

Quanto ao resultado da consulta, foi que não melhorou nem piorou, só uns ajustes próprios da idade, segundo palavras do médico.

Então, ontem, foi dia de escolher uns óculos bem mais giros, mais de menina – menos de bebé, e mais resistentes, por favor.

Havia 3 opções possíveis, mas a escolha final foi dela: Turquesa, cor-de-rosa e brilhantes como as princesas, pois está claro.

Tem rosa? E brilham? Pode ser!

Foi tudo muito rápido. Já passamos por isto 3 vezes. Já sabemos qual a loja a ir, a melhor marca para estas idades e os modelos que melhor servem, para crianças que não param e os tiram a cada zanga, ou desculpa possível e os atiram sabemos lá nós para onde.

Então além de terem que ser bastante maleáveis, laváveis e resistentes, convém lembrar que:

  • O ideal é escolher um modelo, que o olho fique no centro da lente.
  • Também é bom que sejam leves, de forma a eles nem notarem que os tem e não incomodarem ao terem que usar um dia inteiro.
  • Ter atenção que não magoe atrás na orelhinha.
  • Se o modelo permitir, usar as fitas que os óculos de alguns modelos já trazem. Quando eles eram mais pequeninos usavam as fitas que prendiam nas hastes e davam a volta à cabeça. É bom para os mais agitados. Na verdade estes modelos sem as fitas, também não caem assim tão facilmente, mas em situações que impliquem algo parecido com cambalhotas, dá um certo jeito.
  • Depois é incentivar o uso e não facilitar nunca, pois para eles nunca os usariam. Talvez os usem por vontade própria mais tarde, quando já são maiores e já se apercebem que com óculos vêm muito melhor e têm a vida mais facilitada. Também é importante usar sempre reforços positivos e mostrar que mais pessoas na família usam.

Se quiseres saber como foi no início, lê o post abaixo.

Ultimo post sobre óculos

This entry was posted in: 2019

por

A mãe sabe, a mãe lembra, a mãe cuida, a Mãe é Minha! Adepta e defensora do Babywearing, Co-Sleeping, da Amamentação da Parentalidade Positiva e Wellness Advocate na empresa DoTERRA. Inspirada pelos meus dois filhos. Sonho com as viagens que faremos juntos pelo Mundo!

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s